Escritos para você

31
Mar 12

Comprei um carro novo. Comprei um apartamento novo. Comprei um suéter novo, e também uma calça e mais um novo terno. Comprei uma nova idéia de cultura e, por fim, banhei-me em meus dinheiros e em minhas ilusões.

 

Depois de tanto ter comprado, adquirido, alienado, alugado, recomprado acreditei, do fundo da minha alma, que havia, de uma vez por todas, e de modo irrevogável, irretratável e indiscutível, comprado a minha felicidade.

 

Como vês, permaneço terrivelmente velho.

publicado por blogdobesnos às 15:38

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2012

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO